17 dezembro 2013

A mitologia fake dos outros deuses

Nihao!!! E aí povo, beleza? Aproveitando que é época de Natal, irei novamente dar uma pequena aula a respeito de outros deuses que pipocam em imagens, na sua maioria vinda de fan pages/blogs ateístas militantes, com mentiras tentando mostrar similaridades falsas entre Jesus e outros deuses. Só deixando claro, novamente, uma coisa: não vejo problemas em se fazer uma história comparada entre personagens de diversas religiões, desde que as similaridades existam e não seja fruto de uma mente sem nada para fazer que não vai com a cara da religião x ou y. Então, vamos por partes.

Existem duas imagens que tentam, erroneamente, fazer similaridades entre divindades. Eis as imagens:





Existem variações da imagem da ceia, mas vou me focar nessa, deixo para a próxima as variações com divindades a mais.

Sobre Hórus, eu destrinchei o caso inteiro. Caso queiram ler, é só clicar aqui. Agora, vamos aos outros que são apresentados.


Héracles (Hércules para os romanos):

Ainda bem que só falaram quanto a data do suposto aniversário, não fazendo afirmações estapafúrdias, como por exemplo, de que Hércules foi morto crucificado. Para quem não sabe, não há uma fonte confiável que afirme que ele faz aniversário dia 25 de dezembro. A única fonte que encontrei (que também não considero confiável) a respeito do aniversário dele é que era comemorado em todo quarto dia de um mês grego. Lembrando que, não ponho a mão no fogo por essa afirmação. Ou seja, esqueçam essa história de 25 de dezembro para Hércules. O desenho da Disney tem mais coisa haver com a história dele do que essa afirmação.



Mitra:

De fato, Mitra faz aninhos aí. Mas a semelhança dele com Jesus (que não faz aniversário dia 25, só para lembrar), termina aí. Mitra não teve um nascimento virginal, e sim de um cruzamento entre o deus Aúra-Masda com uma pedra. 


Seu nascimento ocorreu dentro de uma caverna, e foi adorado por pastores pouco tempo depois. Ele não teve 12 discípulos e sim um ou dois, mas devemos levar em consideração que há uma gravura dele matando o touro sagrado, onde há 12 espectadores assistindo tal feito. Mitra era um antigo deus iraniano da luz e seu culto (ascético, onde só homens poderiam entrar) surgiu no Mediterrâneo Oriental, na época helenística e, assim como várias religiões, sofreu sincretismo, por parte dos romanos. Mitra nesse caso seria o deus Solis Invictus. 


Dionísio (Baco): 

Na primeira imagem há uma piada pronta. Quem aparece nela não é o deus Dionísio e sim, São Dionísio, um santo católico, que era discípulo de Paulo. Well, como diria o Chaves:



Voltando a Dionísio, ele era um deus grego, filho de Zeus com a princesa Semele (o que o faz atípico, pois ele era um deus olimpiano filho de uma mortal) e há pelo menos duas versões para o nascimento dele, nenhum delas apresentando o nascimento virginal. A mais antiga, apresentando o primeiro Dionísio, Zagreu, dizia que ele era filho de Zeus e Perséfone, antes desta ser raptada por Hades. Eu irei resumir aqui o nascimento do segundo, que é o mais conhecido.

Em uma das versões se fala que Zeus engravidou a princesa sem Hera saber e lhe prometeu dar tudo o que a jovem quisesse. Hera a enganou, fazendo com que a jovem princesa pedisse a Zeus para se manifestar em sua forma real. Isso terminou matando a jovem, pois os mortais não conseguem suportar o brilho da luz divina. Zeus então pegou o seu filho prematuro e o colocou em sua coxa, até o seu nascimento. Há mais detalhes das peripécias desta versão do nascimento e criação de Dionísio que não irei falar, para não alongar o artigo.

As comemorações do nascimento de Dionísio, ocorriam no dia 6 de janeiro e não 25 de dezembro, como foi afirmado na imagem. No que se refere a morte, Zagreu, o primeiro Dionísio, morreu nas mãos dos Titãs, mas ressurgiu do seu próprio coração (e não, ele não foi crucificado), enquanto que Dionísio, o segundo, não morreu em momento algum, e muito menos era o alfa e o ômega, assim como também não era o rei dos reis. Zeus era o manda-chuva de tudo lembram? 


Attis:

Attis era o consorte da Grande Deusa Mãe (Cibele) e era adorado na Frígia. A origem de seu nascimento, apesar de milagroso, não há relatos de que sua mãe era virgem. De acordo com sua história, ele era filho de Nana, filha do deus-rio Sangarius, com Agdistis, o hermafrodita. Sua fecundação ocorreu quando Agdistis cortou o seu órgão masculino e o jogou na terra, caindo em uma amendoeira. Quando os frutos amadureceram, Nana pegou uma amêndoa e colocou no seu seio, ficando assim, grávida.

Attis era um deus da vegetação e se auto mutilava, cometendo suicídio e ressuscitava, representando assim os frutos da terra que morriam no inverno, mas ressurgiam na primavera. Ou seja, esqueçam a balela de crucificação.

E não encontrei nenhuma fonte séria que afirme que Attis nasceu dia 25 de dezembro.


Krishna:

A primeira bomba a saber sobre Krishna é que a mãe dele não era virgem. E pasmem, ele era o OITAVO filho. Ou seja, a mãe de Krishna só seria virgem, se existisse cesária na época e se o marido dela fosse tão afoito ao ponto de ejacular na portinha apenas quando fez os outros filhos. Então tirem as suas conclusões quanto a isso...

Krishna era da família real de Mathura, tendo como mãe a princesa Devaki e como pai terreno Vasudeva, um nobre da corte. Sua concepção foi de maneira milagrosa, quando Vishnu adentrou em seu ventre. E a título de cuiosidade, o hinduísmo informa que Krishna é o oitavo avatar de Vishnu, ou seja, não seria a primeira vez que ele esteve na Terra. Não há relato nenhum na história sobre aparecimento de alguma estrela. 

Krishna morreu quando foi atingido por uma flecha envenenada no pé. Relatos de que Krishna foi crucificado (saiu até na revista Mundo Estranho) são "recentes" e não constam nos textos hindus. E quanto aos milagres, tu querias que ele fizesse o quê? Dançasse lambada cantando o funk "Ah, eu to maluco" por aí? E antes que me esqueça, seu nascimento é comemorado nos mês Bhadrapada, que corresponde entre nossos meses de Agosto e Setembro.


E eis que termino por aqui. O que aprendemos, de novo, com isso? ESTUDEM. Procure as informações com estudiosos sérios e os textos ORIGINAIS. Senão vai terminar acontecendo isso contigo (a imagem é específica sobre o caso Hórus, mas serve para os outros):


E por fim, abaixo, algumas fontes consultadas para fazer o artigo (exceto a Templo de Apolo, todas estão em inglês):

Phantis
Catholic Encyclopedia

Encyclopedia Mythica (Mitra)
Tekton (Mitra)
Encyclopedia Mythica (Dionísio)
Greek Mithology.com
Templo de Apolo 
Encyclopedia Britannica (Attis)
Tekton (Attis)
Encyclopedia Mythica (Krishna)
Hinduism About.com
Veda
Encyclopedia Britannica (Janmashtami festival)


Caso eu não consiga aparecer aqui até o Natal, aproveito para desejar a todos um Feliz Natal!!! See ya!!! ^^
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...